PR felicita reeleição de António Guterres para SG da ONU

Data: 28/06/2021
 
PR ENCONTRO - SG - ONU (1)

Maputo, 18 de Junho de 2021 – O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, endereçou uma mensagem de felicitação pela reeleição do Dr. António Guterres ao cargo de Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Na sua mensagem, o Chefe do Estado afirma que a recondução de António Guterres ficará marcada na história do concerto das nações por ter sido a única candidatura apresentada para o cargo, e que a decisão da Assembleia Geral da ONU constitui testemunho do excelente trabalho desenvolvido por Guterres e pela equipa que dirige, ao longo dos últimos cinco anos.

“A liderança de Vossa Excelência, no mandato prestes a expirar, orgulha-nos a nós e ao povo moçambicano no seu todo, por traduzir a plena comunhão dos ideais que a Carta das Nações Unidas consagra e pela determinação de fazer face aos desafios de paz e segurança internacionais do nosso planeta”, diz a mensagem em referência.

O Presidente Nyusi garante ainda na sua mensagem que Moçambique continuará empenhado na materialização da agenda internacional, muito em particular nas áreas prioritárias das Nações Unidas que, felizmente, coincidem com as áreas que o Governo elegeu para o presente quinquénio, designadamente, as questões da paz e segurança internacionais, o desarmamento geral e completo, os direitos humanos, a luta contra o terrorismo e o extremismo violento bem como a Agenda 2030 que consubstancia os Objectivos do Desenvolvimento Sustentável.

“Como é do conhecimento de Vossa Excelência, Moçambique é candidato, pela primeira vez, na sua história, ao assento de membro Não- Permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas para o mandato 2023-2024. É nosso objetivo fundamental contribuir, de forma modesta, mas robusta, à luz da nossa história e experiência, para o esforço na busca dos caminhos da paz e da segurança internacionais. Procuraremos colaborar estreitamente com Vossa Excelência e com a vossa equipa nessa nobre missão de servir a Comunidade Internacional”, diz ainda a mensagem do estadista moçambicano.