“Não obstante as adversidades, a vida em Moçambique não parou" - PR.

Data: 28/04/2020
 
PR na Comunicacão sobre 100 dias de Governacão 2

Maputo, 28 de Abril de 2020 – O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, fez ontem uma Comunicação à Nação, pela passagem dos 100 dias de governação neste ciclo de governação.

Na sua comunicação, o Chefe do Estado afirmou que não obstante as adversidades, a vida em Moçambique não parou. “A governação do período em análise, foi igualmente caracterizada pela intensificação de ataques de natureza terrorista na província de Cabo Delgado que, para além de causar insegurança, procuram minar a nossa soberania, sendo que as nossas Forças de Defesa e Segurança tudo têm feito para defender as nossas populações.”, sublinhou o estadista.

O Chefe do Estado falou também dos ataques em algumas partes das províncias de Manica e Sofala, no centro do país, protagonizados por elementos que se denominam por Junta Militar da Renamo, assim como das consequências da COVID-19, situações que condicionam, por um lado, a livre mobilidade para a continuação de acções em prol do desenvolvimento e, por outro, compromete a coleta de receitas junto dos operadores económicos.

“No âmbito das medidas de prevenção, mitigação de transmissão da Covid-19, a nível institucional, adoptámos o plano de resposta que consistiu nas declarações do dia 14 e 20 de Março, que culminaram com a declaração do Estado de Emergência a 30 de Março, que permitiu ao Governo a implementação de medidas urgentes de excepção que são necessárias para prevenir a propagação da Covid-19”, frisou.

O Presidente Nyusi destacou a importância da contribuição de todos os moçambicanos para se poder ultrapassar estas dificuldades. “Todos somos chamados a ser resilientes, pragmáticos, e permanentemente tomando o trabalho como a chave para a solução de tudo o que pretendemos alcançar", referiu.

Ainda no âmbito da covid-19, o estadista informou que foram formados seiscentos voluntários em acções de sensibilização para a prevenção ao coronavírus em deferentes locais, e o plano multissectorial de resposta à situação da Covid-19 no Estado de Emergência, comporta um orçamento de 48 mil milhões de meticais, dos quais vinte e sete mil milhões destinados aos seguimentos populacionais mais vulneráveis e micro-negócios.

Sobre as principais realizações, o Presidente Nyusi falou da privisão dos serviços sociais básicos para a população vulnerável, com 26.380 famílias abrangidas; da promoção de emprego e produtividade, com a criação de 348.323 postos de emprego e 315 estágios profissionais; e do suporte ao desenvolvimento e à governação democrática, através do diálogo com as forças vivas da sociedade.

Segundo o estadista, o Governo continua firme e comprometido com a Agenda Nacional de desenvolvimento, e na implementação dos instrumentos de governação, nomeadamente o Programa Quinquenal do Governo, o Plano Económico e Social e o Orçamento do Estado.

Leia na Íntegra a Comunicação do PR