Presidente da República repudia casamentos prematuros

Data: 17/06/2018
 
Homoine1

Homoine, 17 de Junho de 2018 - O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, realizou um comício popular no distrito de Homoine, no âmbito da Visita Presidencial que efectua a província de Inhambane.

No comício, o Chefe do Estado moçambicano, renovou o apelo as famílias moçambicanas e do continente africano em geral, a não tolerarem a realização de casamentos prematuros. Esta mensagem foi dada por ocasião da passagem do 16 de Junho, Dia da Criança Africana, tendo destacado que a criança tem o dever de estudar e os pais tem a responsabilidade de garantir a sua escolaridade.

Segundo o Presidente Nyusi, o lema das comemorações do Dia da Criança africana deste ano, “Não deixar nenhuma criança fora do Desenvolvimento” demonstra claramente que as crianças não só têm direitos como também deveres, e que o Governo está comprometido com o crescimento harmonioso da criança.

Na ocasião o Presidente Nyusi fez uma abordagem sobre o Dia do Metical, a moeda nacional, assim como da passagem dos 58 anos do Massacre de Mueda, que também se assinalam a 16 de Junho,

O Chefe do Estado fez lembrar que 16 de Junhoe é também dia do Metical, a moeda moçambicana, por isso apelou para a necessidade da sua conservação, dizendo que não pode ser guardado em latas ou outros locais, mas no banco para que permaneça conservado.

Na ocasião, o Chefe do Estado, fez também uma abordagem sobre o 16 de Junho, entanto que dia comemorativo do massacre de Mueda em Cabo Delgado, ocorrido em 1960, quando um grupo de moçambicanos exigia pacificamente a independência de Moçambique e foi reprimido com violência mortal pelo colonialismo.

No comício, os residentes pediram ao Presidente, infraestruturas das quais se destaca, a construção de escolas, centros de saúde, fontes de abastecimento de água, energia elétrica para as zonas ainda não abrangidas, estradas e viatura para a polícia.

Comentando alguns dos pontos apresentados, o Chefe do Estado, destacou que antes não havia capacidade para o alargamento da rede de energia e que com a inauguração esta quinta-feira da subestação de Massinga as condições estão criadas para que a energia chegue a mais pontos no distrito e em Inhambane em geral.

O mesmo vai acontecer com a rede de abastecimento de água tendo em conta que, ainda hoje inaugurou o sistema de abastecimento de água da vila de Homoine, adiantando que a demora que se verificou na área de estradas deveu a mobilização de recursos e que alguns dos projectos já estão em marcha.