“O Governo está a gerir esta situação”

Data: 24/01/2018
 
NCD

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, disse que a situação das cheias que se verifica na zona norte do país, resulta na perda de vidas humanas e destruição de infra-estruturas sociais, com destaque para semana finda.

“Lamentamos a morte de alguns concidadãos nestas calamidades”, afirmou o Chefe do Estado, que falava ontem em Maputo na tradicional cerimónia de saudação ao Corpo Diplomático acreditado no país.

Segundo o Presidente Nyusi, o governo procura gerir esta situação através da logística de distribuição ou colocação de produtos, das regiões mais produtivas, para as que têm menos níveis de produção. Porém, como consequência destes fenómenos, cerca de 360 mil moçambicanos poderão necessitar de ajuda alimentar até Março de 2018.

Na ocasião, o estadista moçambicano elogiou a solidariedade demonstrada, e a prontificação de apoio dos parceiros internacionais para aliviar o sofrimento que estes fenómenos causaram ao povo em anos anteriores, assim como aos parceiros internacionais de cooperação que não suspenderam o seu apoio ao Orçamento do Estado (OE) e aos programas do governo moçambicano.

O Presidente da República explicou que a ajuda concedida a Moçambique, particularmente à educação, saúde e desenvolvimento rural, concorre para o cumprimento do programa quinquenal do governo.