“Inclusão só pode ser feita tendo o direito de voto” – Presidente da República

Data: 19/03/2018
 
PR recencea-se para as Eleições I

Maputo, 19 de Março de 2018 – O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, disse hoje, após ter feito  o recenseamento eleitoral para as quintas eleições autárquicas de Outubro próximo, que a inclusão só pode ser feita tendo o direito de voto.

“Muitas das vezes falamos de democracia e de inclusão, e esquecemos que essa inclusão só pode ser feita tendo o direito de voto”, afirmou o Chefe do Estado, que apelou aos moçambicanos das 53 cidades e vilas autárquicas de Moçambique para aderirem a este processo. “Não é um processo difícil e é de pouco tempo”, asseverou.

Para o Presidente da República, os 60 dias que vai durar o processo parecem muitos, mas tem que se tomar em conta o número de cidadãos abrangidos por este processo, e por isso quanto mais cedo que cada um dos cidadãos se recensear, melhor será o processo.

“Muitas vezes pensamos que há problemas de abstenções nas eleições, mas tem sido também porque as pessoas não estão documentadas para poderem votar. Por isso que queremos apelar a todo o cidadão abrangido para aderir ao processo. Os nossos concidadãos que estão na Comissão Nacional de Eleições estão organizados para apoiarem a nós todos, mas nós também podemos facilitar este processo aderindo”, afirmou estadista.

O Presidente da República disse estar ciente que possam existir dificuldades, mas há necessidade de se evitar para que os processos não sejam polémicos. “Quando falha algo, nós temos que corrigir. Todos temos que acarinhar este processo, pois este é um exemplo que Moçambique tem estado a dar no processo da democratização”, proferiu o Presidente Nyusi.