Ter.22082017

Última actualização:08:20:49 AM

  • Galeria de Fotos

  • Palácio da Ponta Vermelha

  • Portal do Governo

 
Tomada de posse do Presidente do INE Foto de família dos Chefes de Estado e de Governos na 35a Cimeira da SADC PR na 35a Cimeira da SADC tomada de posse do Vice Comandante Geral da PRM e do Chefe do Estado Maior da Casa Militar PR PR PR PR
Palácio da Ponta Vermelha
Back Está em... Home Actualidades Presidente da República repudia violência doméstica

Presidente da República repudia violência doméstica

Maputo, 07 de Abril de 2017 - O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, dirigiu, hoje as cerimónias centrais da comemoração do dia 07 de Abril, dia da Mulher Moçambicana, que se celebra sob lema: “Justiça e trabalho digno: homens e mulheres unidos no combate a violência”, num acto que teve lugar na Praça dos Heróis Moçambicanos, onde procedeu à deposição de uma coroa de flores, no Monumento dedicado aos Heróis.

Este lema, de acordo com o Chefe do Estado, convida a sociedade a uma reflexão sobre o papel de cada um de nós, homens e mulheres, nesta nobre missão pela emancipação da mulher moçambicana, pois a justiça e o trabalho digno foram sendo construídos por homens e mulheres ao longo da epopeia libertária, pois a mulher moçambicana era duplamente oprimida.

Ainda na sua intervenção, o Chefe do Estado apelou à união de esforços de todos os moçambicanos no combate à violência doméstica, que nos últimos tempos vem se registando de forma trágica. “O nosso apelo é no sentido de olharmos para a violência doméstica como um problema que assenta na estrutura de valores que sustentam o modelo social em que vivemos, e este é um crime que deve ser combatido por todos”, afirmou.

O estadista manifestou a determinação e entrega do Governo no combate a este mal social, que é um desafio de todos os moçambicanos. “Exortamos a todas as instituições públicas e privadas, organizações sindicais, da sociedade civil, associações académicas, entre outras, a unirem esforços nesta luta que visa a continuação da dignificação da mulher moçambicana”, apelou.

Na sua declaração, o Presidente da República falou dos sucessos alcançados em prol da emancipação da mulher moçambicana, como o combate aos casamentos prematuros e a promoção da equidade e igualdade de género, manifestando, contudo, a sua profunda preocupação pela continuação de actos trágicos da violência doméstica na sociedade.

“Novas formas de engajamento das mulheres ganharam expressão. Integramos a perspectiva de género na políticas e estratégias de desenvolvimento do país, capacitamos mulheres e homens em matéria de equidade e igualdade de género, intensificamos medidas que reforcem igualdade de género e combate aos casamentos prematuros, aprimoramos igualmente acções que visam o empoderamento da mulher”, anotou.